Rir é o melhor remédio para a alma. Quem nunca ouviu falar a respeito desse aforisma ou sentença que conta com um grande espectro na sociedade? E essa mensagem não é mentira. Realmente, o riso é capaz de curar a alma e de fazer com que a nossa saúde mental melhore, e muito. É bem provável que já tenha conhecimento disso, mas será que sabe qual é a história que está por trás do Dia Nacional do Riso?

Se for do seu interesse tomar conhecimento disso, como apostamos que é, continue a leitura deste conteúdo. Aqui, saberá a história do Dia Nacional do Rio, conhecerá organizações que apoiam esse movimento, entre outras curiosidades a respeito do tema.

Confira!

Dia Nacional do Riso: Breve história

A primeira coisa que precisa saber é que o Dia Nacional do Riso é comemorado em 6 de novembro. O bom de saber é que você pode se preparar para fazer algo diferente nesse dia, como fazer os seus familiares e amigos rirem. Já pensou nisso?

Essa celebração teve origem em 1995, em Mumbai, na Índia, com o Dia Mundial do Riso. Nesse evento, mais de 12 mil pessoas de diversos países se reuniram em uma mega sessão de riso. As pessoas que participaram desse momento são membros dos chamados “Clubes de Yoga do Riso”, os quais observam o riso não apenas como uma expressão que é emitida pelo rosto, mas como uma terapia que pode gerar bem-estar e saúde. Esse grande evento foi criado pelo fundador do movimento Yoga do Riso, Dr. Madan Kataria.

Ora, mas por que será que as pessoas dizem que rir é o melhor remédio?

Duvidamos muito que você já não se tenha feito essa pergunta em algum momento de sua vida. A história explica. Conforme alguns especialistas, a relação entre o riso e a cura encontra apoio em Hipócrates, o pai da medicina, que fazia uso de animações e brincadeiras, com o objetivo de curar os seus pacientes, arrancando deles uma boa e gostosa risada. Daí, o motivo pelo qual as pessoas dizem o que dizem a respeito do riso como uma alternativa para curar, não só física, mas também mental e espiritual. A risada muda não só o nosso estado de ser e de existir, mas também o ambiente no qual estamos inseridos. Um riso contagia, virando uma avalanche de risadas.

A relação entre riso e cura

Conforme uma matéria feita pela IG Saúde, o riso causa diversos efeitos positivo no corpo, o que explica a teoria de que a risada é, de fato, um ótimo tratamento para quem vive dias de muito estresse.

A reportagem, que foi feita com base no entendimento de especialistas, aponta que o riso melhora a circulação sanguínea e aprimora as funções do sistema vascular, o que, na prática, gera bem-estar físico e evita uma série de doenças que têm relação com o sistema vascular, como vasculite e AVC (Acidente Vascular Cerebral), por exemplo.

Além disso, o riso contribui para a redução das taxas de hormônios relacionados ao estresse, como cortisol, dopamina e epinefrina, uma vez que aumenta os níveis de endorfina, substância que gera bem-estar e prazer. O resultado disso é um sistema imunológico mais forte, aponta a matéria.

Vale dizer que o estresse gera uma série de doenças, não só de ordem física, mas, sobretudo, mental, como depressão e ansiedade. A origem desses dois problemas está diretamente relacionada aos desníveis dos hormônios do estresse e da baixa taxa de endorfina no corpo.

O riso pode ser visto como uma terapia? Organizações e clubes do riso no exterior e no Brasil

Como dissemos, a risada é mais do que apenas uma expressão que é emitida pelo rosto. Ela é tratada como uma terapia, como uma forma de garantir mais saúde física e emocional para as pessoas, tanto que, atualmente, existem grupos que se dedicam à risoterapia.

Um exemplo, nesse sentido, é o Clube do Riso Feliz, do Instituto Caminho Kyusei Kannon (CKK), que realiza sessões de risoterapia que duram cerca de 1h30 minutos. Na ocasião, as pessoas não só gargalham, como também discutem formas de ser feliz e como ser feliz, explica Romilda Fernandes, coordenadora do clube.

No Brasil, temos o Programa Especialistas do Riso, em Vitória, que é coordenado por Roszigraci Simões. Para ela, “A risoterapia funciona como impulso para a pessoa que está doente, triste ou solitária ficar boa ou começar a se sentir melhor”. O programa é composto por voluntários que visitam locais como hospitais, para levar alegria e muita risada para os pacientes.

Por fim, vale dizer que a risoterapia é uma técnica que foi fortalecida pelo médico norte-americano, Hunter Adams, como uma forma de obter melhores resultados nos tratamentos. Ele é considerado o pai dessa técnica, tanto que a sua vida virou filme – intitulado Patch Adams.

Todavia, cumpre ressaltar que essa técnica tem origem na Grécia Antiga, como dissemos, com o Hipócrates. Inclusive, Freud, psicanalista que influenciou toda uma geração de pesquisadores, também assinalou a importância da risada para o tratamento de pessoas com doenças da ordem mental.

O brasileiro e a risada: a relação que tem dado certo

Por incrível que pareça, o brasileiro é um dos povos que mais riem. E não é preciso de pesquisas para constatar isso. Basta imergir nas redes sociais para encontrar diversos memes que expressam que o brasileiro gargalha mesmo em situações desesperadoras. É o caso, por exemplo, da pessoa que leva um tombo na rua. No lugar de ficar triste, ela não só brinca com a situação, mas também costuma espalhar o acontecido nas redes sociais, fazendo com que também muitas pessoas riam.

Quer dizer, qualquer pessoa que presencie esse momento pode torná-lo engraçado e fazer com que muitas pessoas liberem endorfina. Quem não se lembra do meme que aborda uma senhora dormindo numa poltrona em um shopping de Recife que se tornou um dos mais engraçados da internet? As montagens feitas são engraçadas e dificilmente uma pessoa consegue conter o riso.

Não é à toa que os brasileiros geralmente são vistos como um povo que não tem limites, no sentido humorístico, pois tira brincadeira de tudo, inclusive das próprias desgraças.

Uma matéria bem interessante sobre esse assunto foi publicada pelo portal de notícias R7. De título “Memes S.A: por que o brasileiro é tão bom em fazer rir?”., ela aborda como o brasileiro faz uso de fotos, montagens, vídeos, GIFs, entre outros formatos, para tornar assuntos ou qualquer momento da vida em algo engraçado, com uma única intenção: fazer as boas darem boas risadas, mas com respeito, é claro.

Talvez seja por tudo isso que o brasileiro seja visto como um povo alegre e de riso fácil, tanto aqui como no exterior. Diversos estrangeiros confirmam isso. Em matéria publicada pela Gauchazh, portal de notícias online, Elaine de La Sierna, administradora e nascida na Bolívia, observa os brasileiros como pessoas alegres e de bom humor; já Saul Garber, uruguaiano de 57 anos, afirma que o brasileiro é afetuoso, cordial, gosta do riso e do contato humano.

E então, o que achou deste conteúdo? Esperamos que tenha se divertido com a leitura. Por que não aproveita o momento para conhecer a HUMAN e assinar nossa newsletter, assim, receber artigos exclusivos em seu e-mail? Aproveite!

O post Rir é o melhor remédio? apareceu primeiro em Blog da HUMAN | Moda com conceito.



Fonte do Artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui